quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Sob entender

Tu mulher que acelera meu ritmo cardíaco,
que invade meus pensamentos
e rompe meu fôlego em
inspirações involuntárias.

É impossível acreditar que todos os caminhos me levem até aqui
e eu tenha que abraçar as lembranças do desejo
sobre tudo aquilo que não vivemos.

Acredito veemente,
que o simples fato de tudo aquilo
que desejamos há nós mesmos,
seja inevitável.

Nenhum comentário: