sexta-feira, abril 27, 2012

Interromper

Tudo aquilo que faz a compleição e a torna real em um conjuntos de elementos; um individuo capaz de amar, sonhar, ter e temer. Um ciclo envolto por idéias e circunstâncias o relato de uma existência; um retrato ou abjeto de uma canção. A suavidade de uma linha ou o conflito de um nó, as lágrimas dos amigos, o desespero da mãe sem lenindo. O perpetuo luto das palavras não ditas e que fere mortalmente; fatal, mortal: Ausência.


Ter um acróstico em seu momento, um sopro do pó, o consolo do vazio, a própria incógnita de ser.


O fazer cessar; destruir, extinguir e o pior de tudo: Não estar pronto.

Nenhum comentário: