quarta-feira, junho 01, 2011

Pequeno som de junho 1

Enceto o canto tenro sorriso este
Que em mente faz-se forte e franco
Do desejo de tornar distante
Em contraste pus-me a chorar seu pranto

Tardo em sê-lo tolo pois sei que é
Preso fora do vitral me encontro
Desejo mesmo sendo de toda fé
Que meu saudar venha criar encanto

Julianial em ser beleza
Estilo que toca além de ter
O distinto por traz da clareza

A forma mais pura de uma paixão
Um sopro de vida em meu alhar
Ritmo definido em meu coração

Nenhum comentário: